2017 DIGITAL YEARBOOK | ANÁLISE BRASIL

Em Digital, Mercado, Publicidade, Tecnologia

Recentemente foi lançada a pesquisa anual do Hootsuite sobre o comportamento dos usuários de internet em todo o mundo, inclusive com uma amostra específica sobre nosso país.

Trata-se de um levantamento aprofundado e muito interessante que traz dados fundamentais para atualização do conhecimento sobre a evolução da rede no mundo.

Leitura obrigatória para qualquer profissional de digital, já fizemos nosso dever de casa e trazemos o cenário Brasil x Mundo, além de uma análise sobre como esses números impactam nos rumos estratégicos de nossos clientes para o ano de 2017.

1 – Metade do mundo já está conectado! Esse número, de cara, já mostra o poder da internet e a nova era que estamos vivendo. A penetração da rede tem subido exponencialmente e atingido qualquer classe social em qualquer idade. Só no último ano, tivemos um aumento de 10% no número de pessoas conectadas (354 milhões de pessoas). Além disso, 37% da população mundial já está conectada a alguma plataforma social. Em um único ano, 482 milhões de pessoas começaram a utilizar redes sociais.

2 – MOBILE FIRST! Acredito ser o dado mais interessante de toda a pesquisa: 2016 ficou marcado como o ano que a utilização da plataforma Mobile para conexão a internet ultrapassou o desktop. Todas as empresas de todos os segmentos devem começar (já deviam, na verdade) a repensar suas estratégias digitais. Como os próprios números mostram, acredito que nos próximos 2 anos essa balança chegue a 70% para acessos mobile. Steve Jobs sabia o que estava fazendo lá em 2007…

3 – América do Sul apresenta bons níveis de crescimento em acesso a internet e redes sociais, ficando atrás somente dos países da Ásia.

4 – Facebook na liderança global. A rede social de Mark Zuckerberg possui ampla vantagem no número de usuários perante a concorrência. Vale lembrar que o Facebook é dono também do FB Messenger, Whatsapp e Instagram, detendo hegemonia quando o assunto é social media.

5 – 98% dos usuários de redes sociais a utilizam por MOBILE. Como visto acima, mobile realmente veio para ficar e desbancar outras plataformas de acesso a internet. Esse dado mostra que todo o conteúdo pensado por marcas deve se adequar a rapidez com a qual a interação via mobile acontece. Não adianta pensar num post com muito texto, ou num vídeo de 10 minutos. Ninguém vai ver o que você quer mostrar. Seja rápido, direto e consistente na sua mensagem.

 

Dado o overview mundial, traçamos mais a fundo o perfil do Brasil nesse cenário.

Os números mostram que estamos em amplo crescimento em todas as frentes digitais:

1 – Penetração da internet no Brasil acima da média global. Atualmente, 66% da população brasileira está conectada. Por aqui, temos um número maior de telefones celulares do que de pessoas. Além disso, mais da metade da população possui uma conta em alguma rede social.

 

2 – TV ainda é o device mais utilizado, mas já está seguido de perto pelos celulares e smartphones. Além disso, já começa-se a ver um novo uso para as televisões, através de serviços de streaming que utilizam o aparelho para exibir conteúdos da internet. Acredito que em alguns anos esse uso chegará a 50% da população brasileira.

3 – Somos campeões em tempo de conexão. Um número assustador: ficamos quase 9h por dia conectados na internet, seja no trabalho (desktop) ou no tempo ocioso (mobile). Esse número corrobora a questão do mobile como primeira tela: apesar da TV possuir maior penetração, o tempo gasto na internet é 4 vezes maior do que assistindo televisão.

4 – Somos viciados em internet. 90% dos usuários de internet brasileiros se conectam diariamente a rede. Ou seja, temos 100 milhões de pessoas interagindo e consumindo informação diária por vias digitais em nosso território.

5 – Vídeo já possui alta frequência de visualizações. Praticamente metade dos usuários já utiliza a internet para conteúdos em vídeo. Com o aumento da qualidade de banda da internet, disseminação dos serviços de streaming e preço mais acessível do que o da TV a cabo acredito que em poucos anos a utilização da internet como central de entretenimento de vídeo vai chegar a números próximos da TV tradicional.

6 – Facebook na segunda colocação brasileira. Apesar disso, está tecnicamente empatado com a plataforma da Google em número de usuários. Nesse gráfico, um número que chama a atenção é a colocação do Twitter, que perdeu nos últimos anos bastante relevância, se posicionando atualmente como uma rede de notícias ao invés de rede social.

7 – Jogos, Vídeos, Serviços de Mapas, Banco Mobile e Serviços de Mensagens. São essas as principais plataformas acessadas no ambiente mobile no Brasil.

Finalizando, a pesquisa traz as principais tendências do digital para 2017:

Social está se igualando a busca tradicional para novas descobertas: Um fenômeno observado principalmente no público mais jovem, é o da pesquisa através de interações sociais, e não mais pelo uso de mecanismos de busca. A relação pessoa x pessoa traz mais credibilidade a um resultado do Google por exemplo. Em 2017, essa tendência deverá ganhar corpo e as marcas devem ficar atentas.

Compras em plataformas sociais: Com a evolução das ferramentas sociais voltadas para compra, veremos em 2017 um aumento exponencial em vendas por redes sociais. Um dos exemplos é o do Instagram, com uma interface simples e direta, você faz compras com 3 toques na página, facilitando a vida dos consumidores que se interessem por determinado produto exibido na telinha do celular.

Dark social em crescimento: Para quem ainda não conhece, dark social é a parcela de tráfego a qual não conseguimos identificar de onde vem. Um simples CRTL C + CRTL V entre plataformas diferentes (mobile x desktop por exemplo) faz com que não saibamos mais o caminho percorrido pelo nosso lead. Em 2017, com um número cada vez maior de gadgets, esses números devem subir e devemos sempre nos atentar as distorções que eles possam trazer para nosso negócio.

Vídeo como arma em formatos para redes sociais: Com a explosão do uso do vídeo no ambiente digital, aliado ao aumento do investimento em publicidade social, veremos em 2017 uma união dos dois para atingir cada vez mais pessoas através do aumento de alcance e empatia desse formato.

Acredito que com esse overview, possamos iniciar 2017 com novos insights para construir planejamentos e ações certeiras para nossos clientes.